Um padre da Paróquia de Santa Bárbara de Fervedouro, da cidade de Caratinga (MG), foi encontrado morto, nesta quinta-feira (9), dois dias após ter sido dado como desaparecido por fiéis e colegas de igreja. O corpo do Pe. Douglas Ferreira Leite, de 35 anos, foi achado pela Polícia Civil no distrito de Bicuíba, no município de Miradouro. Pouco antes, o carro dele, um Fusca, havia sido achado em local próximo. A morte, cercada de mistério, tem chocado moradores e frequentadores do templo religioso.

O crime pode ter sido motivado por extorsão. Mais especificamente, cerca de R$ 4 mil. Pelo menos é o que acreditam alguns dos demais colegas sacerdotes que conviviam com o padre Douglas. O GLOBO conversou com o padre Agrimaldo José Teixeira, da Paróquia São Francisco de Assis. Ele disse que, da última vez em que foi visto, ele havia pedido dinheiro emprestado a um outro padre amigo, e estaria preocupado em pagar uma terceira pessoa que estaria cobrando esta quantia dele.

O padre Fernando esteve com ele na terça-feira pela manhã e almoçou com ele. Foi depois desse almoço que ele sumiu. Ele comentou comigo que notou que ele estava um pouco estranho, preocupado, e disse que depois explicaria tudo conta o padre Agrimaldo.  Como eles eram muito amigos, eram da mesma cidade (Conceição de Ipanema-MG), foram ordenados na mesma paróquia, o padre Douglas tinha proximidade e amizade com ele, e pediu dinheiro emprestado. Mas não explicou para que seria esse dinheiro. Parece que alguém estava cobrando ele por algum motivo.

O GLOBO